Create a Joomla website with Joomla Templates. These Joomla Themes are reviewed and tested for optimal performance. High Quality, Premium Joomla Templates for Your Site

Artigos

Escrito Por Filipe A. Espindola

Com quem eu posso contar? Com quem podemos contar? Conto com você?

 

"Vós, porém, amados, lembrai-vos das palavras anteriormente proferidas pelos apóstolos de nosso Senhor Jesus Cristo, os quais vos diziam: No último tempo, haverá escarnecedores, andando segundo as suas ímpias paixões. São estes os que promovem divisões,  sensuais, que não têm o Espírito. Vós, porém, amados, edificando-vos na vossa fé santíssima, orando no Espírito Santo, guardai-vos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo, para a vida eterna. E compadecei-vos de alguns que estão na dúvida; salvai-os, arrebatando-os do fogo;  quanto a outros, sede também compassivos em temor, detestando até a roupa contaminada pela carne."
Judas 17-23
 Neste tempo em que vivemos, de muito entretenimento, de muita tecnologia, de muito hedonismo (ou adoração de si mesmo), de muita idolatria e frieza espiritual por parte dos próprios crentes, muitos pastores acham que tem foro privilegiado nestas coisas e que o inimigo não poderá atingi-los. Mas somos tão vulneráveis quanto qualquer outro homem, pelo contrário, somos o alvo dos ataques do inimigo. 
 
Em 2 Timóteo 3:1-5 diz: 
Sabe, porém, isto: nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes.

Amado pastor da Ormiban,   
 
Este é o cenário nos dias de hoje! O espírito do anti-cristo está tomando conta do mundo cada vez mais e o arrebatamento da Igreja se aproxima. Tenho lido os relatos de vários colegas em vários grupos de redes sociais e vejo como precisamos andar mais juntos. Todos os relatos de pastores se suicidando são chocantes, verdadeiros ou não. 
Para quem não me conhece, sou neto de pastor, filho de pastor, sobrinho de dois pastores, genro de pastor, cunhado de 2 pastores e conheço bem o funcionamento do ministério pastoral, seus riscos, problemas, perigos, benefícios, bençãos, riquezas e as bem-aventuranças para aquele que vive o sermão do monte e as perseguições que são certas. Fui ordenado ao pastorado aos 40 anos de idade. Cresci aprendendo a Palavra de Deus na Escola Bíblica Dominical. Estudei várias vezes a série "Estudando a Palavra de Deus" com o meu avô, Pr. Cláudio Pacheco Espindola, o meu tio, Cláudio Ely D. Espindola e o meu pai Samuel Dietrich Espindola me ensinando e me levando a evangelizar no bairro, nos arredores da igreja, no centro de Porto Alegre, nas vilas. Muitas reuniões de oração eu participei, aonde via lágrimas desses homens e mais alguns marcando o chão de cimento. E apesar de todo esse ambiente maravilhoso, fui ordenado aos 40 anos, talvez por excesso de zelo do meu pastor, ou meu próprio, por me achar despreparado. 
E nos últimos 10 anos, desde que fui ordenado ao pastorado, tenho visto muitos homens serem chamados para serem ordenados, não por causa de um chamado, mas por causa da falsa idéia de prosperidade financeira, vendo o ministério como um excelente negócio. Outros, foram ordenados ainda neófitos por uma necessidade da igreja de supervisores de célula, ou simplesmente, por não saber preparar devidamente os seus obreiros. Tenho visto pastores sendo ordenados que, visivelmente, não tem chamada pastoral, não sabem governar sua casa ou não tem temor do Senhor. Tenho visto neófitos sendo ordenados ao pastorado e muitos desses modelos de crescimento tem contribuído para esta chaga que assola muitas famílias: pastores frustrados, abandonando o ministério, abandonando a igreja, abandonando a família e, até mesmo, tirando a vida. 
Quero me dirigir a você, pastor da Ormiban: Talvez, este não seja o seu caso, talvez esteja tudo bem com você hoje, mas queremos nos preparar para o dia mau e ajudar aqueles que já estão no dia mau.  Não espere milagre do presidente, nem da diretoria, nem da Ormiban, que somos nós. Se cada um de nós, desejar, fazer do seu jeito, argumentar com a sua experiência, colocar em prática a sua tática, não teremos time, não teremos equipe. O trabalho do pastoreio no Rio Grande do Sul deu certo porque formamos um time, uma equipe. E seguimos as pegadas do líder, muitas vezes, até sem saber para onde ele estava indo, mas confiamos nele e hoje temos o resultado positivo. Pr. Edmilson foi, e é, o meu mentor no pastoreio, juntamente com David Kornfield e Marcelo Fraga. Andei com eles e continuo caminhando junto, e apenas, levei o que aprendi e hoje temos uma unidade, uma maturidade espiritual, um avivamento entre os pastores do Rio Grande do Sul, um quebrantamento espiritual muito grande, fruto do trabalho do pastoreio de pastores. 
Sei que muitas seccionais já andaram ou trilharam o caminho do pastoreio, outras estão começando, outras não começaram. O meu desejo é alinhar nacionalmente todas as seccionais, mas preciso da ajuda de cada estado, de cada presidente de Ormiban estadual, de cada presidente das CBE's. Preciso da indicação de "UM" nome, de um pastor, para me ajudar. Quero formar uma equipe nacional, com um representante de cada estado. Esse representante irá formar a sua equipe no estado e replicar ou repassar o que eu estarei ministrando a ele. A equipe que o representante formar de 5 a 15 pastores é a equipe que vai andar junto com o representante e à partir daí, depois de treinada, a equipe se multiplica. Cada 2 pessoas dessa equipe base formam outra equipe. 
Vamos encontrar muitas desculpas e impecilhos, mas não vamos olhar para as águas bravias do Mar Vermelho em tempestade, vamos olhar para o Senhor. Com quem eu posso contar? É certo que não teremos 100% de adesão. Mas com quem eu posso contar? Com quem você pode
contar? São esses que o Senhor vai usar. 
Sua fé é santíssima ou a sua fé está baseada nas circunstâncias? Temor a Deus só é possível quando se conhece a Deus, quando se gasta tempo na presença de Deus, quando se chora na presença de Deus, por sua própria miséria, pelas almas perdidas e pelas ovelhas do Senhor. 
Temos uma história. Como igreja, nós fizemos parte de uma associação de uma das visões de crescimento em nosso cidade. Mas este ano, chegamos à conclusão de que nós não precisamos de outra convenção, nós já fazemos parte de uma convenção que tem história, que tem teologia, que tem doutrina, que tem testemunho e tem o poder do Espírito Santo. Muitos modelos estão chegando, e muitos outros irão surgir. Todos os modelos podem me ajudar, ajudar a igreja, mas não podem alterar a minha identidade. Se somos chamados por Deus, que sejamos guiados por Deus e não pelos ventos instáveis das novidades e sucessos do momento. O que nos falta é reconhecer as fraquezas, nos humilharmos como ovelhas, como pastores, reconhecermos as nossas faltas e darmos as mãos, um ao outro. Nem um pastor é melhor do que outro pastor, nenhum presidente é melhor do que outro presidente. Jesus Cristo é o único Senhor. 
No pastoreio, não há lugar para autoritarismo, soberba, partidarismo ou classe social elevada entre os pastores. Somos apenas pastores, foi para isso que fomos chamados. E se não tivermos humildade para sermos pastoreados, com a humildade do outro pastor, então não somos habilitados para pastorear o rebanho do Senhor, as suas ovelhas.
Como disse o Coronel Pessoa na sua turma de formatura do CPOR: Cadetes, Ide Comandar, Aprendei a Obedecer. Se não sabemos nos submeter, então, não temos capacidade para comandar. Se não aprendemos a nos submeter ao cuidado, livre e espontâneo, como podemos receber autoridade. Quem não sabe se submeter, não pode receber autoridade. E muitas igrejas estão sofrendo com líderes se rebelando contra os pastores, porque fizeram vista grossa para este princípio tão simples, mas tão importante, que é o da submissão. 
O avião precisa decolar. O Airbus A380 é o maior avião de passageiros do mundo e precisa de pista adequada para decolar, de equipe adequada para fazer o avião decolar e pilotos e equipe de comissários para colocá-lo no ar. Assim será o pastoreio de pastores. Sem todas as equipes de terra e ar, jamais vamos decolar. Ou vamos juntos, ou ficamos no chão. 
Com quem eu posso contar? Com quem podemos contar? Conto com você?
 
 
Em Cristo,
 
Pr. Filipe A. Espindola
Presidente Ormiban

Outros Artigos